A TRIBAL - Pelo olhar de Flavio Dario Pettinichi

Caminhão da TRIBAL.

Há alguns anos um grupo de pessoas. Ligadas à arte e a cultura, se unia por uma causa (ou causas e causos também) para assim poder compartilhar suas experiências profissionais, amadoras ou por simples gosto .

No começo foi o caos e depois veio o verbo do caos, e este grupo cresceu até se transformar numa corrente de energia de onde surgiam idéias, projetos e acontecimentos ligados ao único propósito de se fazer arte e exprimir os conhecimentos culturais que cada um tinha para oferecer . Dez anos se passaram e dentro destes se passaram alegrias, desavenças , conquistas e fracassos, estes os menos.
Muitos anos se passaram dentre papeis , reuniões, café e arte na mesa, palcos nas estradas, palcos nas praças e palcos nos palcos, muito foi esforço de poucos para os muitos que estavam sedentos de vida cultural e poucos foram os que continuaram até hoje, eu dentre eles, por razões geográficas, porém , isto não fez que a chama da esperança se apagasse , a chama que cada artista tem dentro de si mesmo , a chama que faz que na solidão do atelier ou na invalidez dos fatos o artista nunca deixa apagar .
A Presença do Público prestigiando a TRIBAL.
Muitas foram as lágrimas que de raiva ou alegria foram derramadas, muitas foram as risadas , no escárnio ou na simples piada do companheiro batalhador , risadas que foram se multiplicando dentre a sociedade onde o pão da alegria cultural era repartido, a risada da criança de uma escola de subúrbio, a risada escondida de dona Maria do bairro periférico, a lágrima emotiva do professor ,do colégio da favela,que tinha levado a sua turma para ver este ato mambembe de ser e existir pela arte e para a arte.
Muitos sapatos foram gastos nas idas e vindas para colocar em pratica o sonho de um mundo mais alegre, mais colorido e por cima de tudo muito mais justo, onde além do prato na mesa também se exigia , e se exige ainda, o direito ao lazer cultural, o direito a amar os livros, o direito a assistir algum filme infantil que não seja imposto pela grande mídia, o direito de se sentar no chão de alguma praça e escutar alguma estória que começa com “era uma vez...”em fim o direito a escolher o que queremos para as gerações futuras, porque elas são as que marcam todo rumo de quem diz que ta no caminho certo.
Há apenas alguns dez anos nascia um grupo que tinha sonhos, que foram colocados em prática , que gente desse grupo também cresceu e colocou seu sonhos em prática e hoje estão por ai, com alguma boa lembrança para contar aos seus filhos que a vida vale a pena, que tudo vale a pena quando na alma do artista ainda cabe um poema! 
Por isto não posso deixar passar em branco esta sensação de vazio, quando vejo que alguém quer apagar parte de uma história que me pertence, e não só a mim me pertence, além dos batalhadores de sempre, esta história pertence a sociedade que um dia acreditou que os sonhos são possíveis, que a arte popular é possível, que o cinema é cinema possível e que isto só acontece quando o amor humano fala mais alto que qualquer fato externo a este preceito.
Desde esta distância geográfica mando meu mais sincero e fraternal abraço aos companheiros que acreditam que a vida é possível e se for com cultura e arte é até mais divertida.
Viva Clarencio Rodrigues e o seu teatro de bonecos, Viva Tânia Arrabalcom suas estórias e sua alegria de mãe de todos, Viva O José Facury Heluyfacury , com a sua luz humana e cênica, Viva André Amaral Amaral, com o seu palheiro e sua conduta gaúcha de ser, viva Jiddu Saldanhacom toda a sua arte copporea, viva Tatiana Prota Salomão a Letícia MarquesSá Soraya com a sua dança de vida, viva Fernando Chagascabeção, com o seu violão, viva o Wilson, Wilson Miranda Caju, Recitando Fernando pessoa com lágrimas nos olhos, Viva Adriano Chagas, com a sua capacidade técnica e seu olhar atento, Viva Ravi Arrabal Heluy Arraval, artista pro que mandar,Vivam os Jongueiros e os tambores na praça, Viva EU com o cinema na praça ou com o filme proibido no Convento !!! viva! Viva! Viva! Viva cada um de nós que fizemos possível o que para muitos ainda é um impossível, viva todos aqueles que estão no meu coração e no coração de milhares de pessoas que assistiram este processo maravilhoso! 
Longa vida à Associação Tribal!!!

Associação TRIBAL agora tem novo grupo gestor para os anos 2014-2015.

A TRIBAL realizou hoje a efetivação, por eleição, de seu novo grupo gestor, composto, em sua maioria, por "tribaleiros" históricos e os que já tem mais de 5 anos de casa. A nova equipe irá responder pelas demandas artísticas e burocráticas da associação, mas desde já se disponibiliza a abrir o diálogo e retomar o contato com suas bases mais antigas, além de abrir caminho para novos associados. 
Uma energia de renovação era necessária dentro da TRIBAL que foi muito bem administrada nos últimos 5 anos por um grupo dedicado que deixou uma ótima herança para a instituição. Os novos gestores buscarão seu próprio modo de ver e pensar a associação, sem esquecer de sua história, digna de muito orgulho para todos os participantes, associados e simpatizantes.

Da esquerda para a direita (ao fundo) Ramon Rodrigues - Diretor de Comunicação; Jane Lacerda - Conselho Fiscal;
Christianne Rothier - 2ª Secretária; (na frente) Nininha Dantas - Conselho Fiscal; Tânia Arrabal - 1ª Secretária; Soraya Costa - Presidente; Marcy Barbosa 1ª Tesoureira; Clarêncio Rodrigues - 2º Tesoureiro; Jiddu Saldanha - Vice Presidente.


O Auto de Natal da Tribal em 5 praças de Cabo Frio

TEATRO, MÚSICA E ARTES PLÁSTICAS
- Vários artistas plásticos da cidade foram convidados para apresentarem seus protótipos esculturais natalinos para ocuparem as praças nesse natal de 2013 utilizando as técnicas e os materiais com os quais trabalham.
-O Auto de Natal de João Siqueira, montado pelo Ponto de Cultura da Associação Cultural Tributo à Arte e à Liberdade (Tribal), conta a história do nascimento do menino Jesus como se ele estivesse nascendo hoje, filho de plantadores de cana buscando os eldorados da região petrolífera para melhorarem suas vidas. A encenação que é feita em um palco sobre rodas, mescla os personagens reais do cotidiano e os épicos da cristandade.
- Maestros da cidade escolheram os seus melhores intérpretes para também executarem quarenta minutos de belas músicas natalinas executadas em canto coral.

PROGRAMAÇÃO (de quarta à domingo):
Dia 18, às 19 horas na praça de São Cristóvão.
Dia 19, às 19 horas na praça Porto Rocha.
Dia 20, às 19 horas no Largo de Santo Antônio.
Dia 21, às 19 horas na praça do Jardim Esperança.
Dia 22, às 19 horas na Pólo Cultural de Tamoios.

Uma década de história. Feliz aniversário!!!

A Associação Cultural Tribal, vem por meio desta parabenizar a todos os seus diretores e associados, que, durante uma década travaram todas as batalhas dessa "guerra" que não tem fim. Levar a Cultura a sério é coisa de quem tem "garra", coisa de gente "grande". Os sucessos, que não foram poucos, são a legitimação do trabalho incessante daqueles que acreditam no futuro. A Arte ainda é um dos poucos caminhos de transformação do indivíduo e que somente através dessa ferramenta pode-se chegar ao desabrochar das suas potencialidades. Por conta desses resultados, positivos, que a Tribal conseguiu chegar tão longe. Foram 10 anos de alegrias, pois as tristezas não cabem aqui, levados com muita paixão, amor e dedicação. Aos companheiros tribaleiros, só podemos deixar os parabéns e pedir que continuem firmes, pois décadas futuras de sonhos a serem conquistados ainda nos esperam.
Feliz aniversário Tribal!
Adriano Chagas (Presidente)

TribAL na TEIA RURAL - Encontro Estadual dos Pontos de Cultura do Estado do Rio de Janeiro

TEIA é o espaço de encontro nacional e regional dos Pontos de Cultura, e também das iniciativas em torno do Programa Cultura Viva. No estado do Rio de Janeiro, a TEIA RURAL será realizada este ano nos municípios de Bom Jardim e Nova Friburgo, na região Serrana, entre 5 a 8 de dezembro de 2013.
O Estado Rio de Janeiro possui mais de 300 Pontos de Cultura, Pontinhos, Pontões e Pontos de Leitura pelas  8 regiões do estado: Metropolitana, Nordeste, Norte, Serrana, Baixada Litorânea, Médio Paraíba, Centro Sul e Costa Verde e divididos em cerca de 35 áreas de atuação, preservando a força motora do Cultura Viva: a diversidade.
A TEIA é um encontro, síntese do processo de empoderamento que acontece nas bases culturais da sociedade brasileira a partir do programa Cultura Viva e da organização dos pontos de cultura enquanto um movimento social. Misturando discussão política, reflexão, celebração e produção estética, a TEIA RURAL se organiza basicamente a partir de 3 grandes áreas: Fórum Estadual dos Pontos de Cultura, Mostras Artísticas/Celebrações e Seminário, e se propõe a ser um espaço de diálogo e reflexão entre os pontos de cultura, além de trazer referências conceituais da cultura contemporânea.

III Semana de Cultura Afro-brasileira, em Rio das Ostras - RJ. A TribAL esteve lá!


A III Semana de Cultura Afro-brasileira, em Rio das Ostras - RJ, é um evento que tem como objetivo o debate sobre questões sociais, econômicas e culturais que atravessam a realidade dos negros no Brasil contemporâneo, bem como fomentar a organização e articulação de atividades, projetos e propostas que estejam ligadas diretamente a esta questão no Rio de Janeiro, na Região dos Lagos e, especificamente, em Rio das Ostras. Foram realizadas mesas redondas com debates e contribuições para a superação do preconceito racial, da intolerância religiosa e da ignorância cultural. O evento também contou com oficinas, exposições e várias atividades. A TribAL participou e deu sua contribuição com oficina e roda de jongo.


Festa dos Remanescentes do Quilombo Preto Forro e Semana da Consciência Negra



   No Mês da Consciência Negra
fomos convidados para apresentarmos duas rodas de jongo, a primeira foi no dia 16 de novembro, na Festa dos Remanescentes do Quilombo Preto Forro, Estrada da Agrisa, Cabo Frio - RJ. Nesta roda, estiveram também presentes a Mestra Dona Su e os Jongados na Vida. 



   


   


   Na segunda, na Semana da Consciência Negra, dia 23 de novembro, nossa roda de cultura afro-brasileira e de origem bantu africana foi visitada por nigerianos-yorubás que vieram ministrar cursos de culinária durante o evento. Axé!

Relatório 2013 - Associação Cultural TribAL


- Apresentação do “TribAL Total” abrindo o Encontro das Folias de Reis.
- Apoio ao Fórum Municipal de Cultura.
- Apoio à Conferência Municipal de Cultura.
- Apoio ao Plano Estadual de Cultura.
- Participação no 1º Congresso Latino-americano de Cultura Viva Comunitária (La Paz – Bolívia).
- Apoio à banda Bicicleta Funana.
- Saberes & Sabores Nômades (3 poetas convidados: Anand Rao, Artur Gomes e Mano Melo).
- Cine Galerinha – Mostra de Cinema Infantil (realização quinzenal no Leste Shopping)).
- Cine TribAL – Mostra de Curtas-metragens (9 mostras: Espaço Sorriso Feliz e Leste Shopping).
- Ciclo de Leitura (3 eventos: Eduardo Galeano, Mia Couto e Isabel Allende).
- Roda de Jongo TribAL (realização mensal: Largo de São Benedito, Passagem) + convidados do Grupo Arte Capoeira.
- Apoio à Semana Teixeira e Souza.
- Oficina de Jongo no Pólo Cultural de Tamoios.
- 2 Oficinas de Operação de Som ministradas por Arthur Priolli.
- Apoio ao XI Festival de Esquetes de Cabo Frio (FESQ) + roda de Jongo TribAL.
- Apoio ao Bonecarte 8.
- Apoio à Festa dos Remanescentes do Quilombo Preto Forro + roda de Jongo TribAL com a participação da Mestra Dona Su e Jongados na Vida.
- Apoio à Semana da Consciência Negra + roda de Jongo TribAL.
- Oficina e roda de Jongo TribAL na III Semana de Cultura Afro-brasileira (Rio das Ostras – RJ).
- Participação nos Fóruns dos Pontos de Cultura.

Obs.: Os apoios aos eventos citados são de material técnico, como: audiovisual, som, luz ou cadeiras.

Próximas realizações ainda neste ano:
- Participação na Comissão Organizadora da TEIA dos Pontos de Cultura (Bom Jardim – RJ).

- “Auto de Natal” em 5 praças de Cabo Frio – RJ.

Fernando Chagas no 1º Congresso Latino-americano de Cultura Viva Comunitária - La Paz, Bolívia


Desde a sua fundação, Fernando tem sido um dos mais dedicados participantes da Associação Cultural TRIBAL, onde já dedicou-se a várias funções. Hoje ele dedica-se aos 
núcleos de cultural popular, audiovisual e literatura.
________________

Fernando Chagas – Núcleo de Mestrando e Doutorandos da UFF – embarca nesta próxima semana, 15/05/2013, para Bolívia, onde participará do 1º Congresso Latino-americano de Cultura Viva Comunitária. O congresso é a continuidade de um processo de articulação continental desenvolvido nos últimos 10 anos, com o objetivo de fortalecer e dar visibilidade às experiências populares de atividades culturais e comunitárias que existem no continente, e que não possuem um reconhecimento adequado por parte das políticas públicas e legislações culturais vigentes na América latina. Na ocasião Fernando apresentará parte de sua pesquisa de mestrado sobre política e gestão cultural onde trata do Programa Cultura Viva – Minc – o qual criou os pontos de cultura. Representará, também, o Ponto de Cultura da Associação Cultural Tribal.
A Fundação Euclides da Cunha de apoio a UFF e a Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro estão apoiando a viagem. O congresso acontece na Cidade de La Paz – Bolívia – do dia 17 a 22 de maio de 2013.

Cine Galerinha, última atividade do mês de Março.

Preparando para as atividades do mês de abril.

Cine Galerinha, uma tradição
na TRIBAL.
Março. A TRIBAL fecha um mês bem sucedido, voltado para a retomada de suas atividades em 2013, foram algumas reuniões de planejamento desde janeiro, com eleições internas para eleger a nova diretoria. Ajustamos as baterias para retomar a caminhada em direção a nosso constante objetivo, de levar arte, cultura, educação e desenvolvimento humano para toda o interior do estado do Rio de Janeiro com foco na Região dos Lagos.
Dia 30, fecharemos com chave de ouro, um mês para já entrarmos no próximo com a agenda cheia. Abril promete, mas, por hora, vamos focar o Cine Galerinha, atividade constante e semanal que acontece no grupo, em parceria com o Leste Shopping. O Cine Galerinha garante a atividade plena e a conexão direta com o núcleo de audiovisual da TRIBAL.
É isso aí, aguardamos vocês lá. Aproveitem para compartilhar nosso Banner a partir de nossa página no FACEBOOK